Blog Verde Alface

Um blog que se quer fresco e leve... Como uma alface!

terça-feira, agosto 31, 2004

E pronto... Foi mais uma estopada de Barco do Aborto nos telejornais. O Louçã lá foi a bordo - claro que estava preocupadíssimo com as mulheres portuguesas entregues nas mãos de carniceiros, e não com política! (Ironia is my middle name).
Enquanto isso, os pobres professores (que até não são tão pobres quanto isso, porque de certeza que não andam à procura de clínicas de aborto em Espanha, mas estão apenas preocupados com o seu emprego, e com a falta de dinheiro para pagar bens de primeira necessidade - coisas sem importância, portanto) aguardavam, pacientemente, que alguém , finalmente, se lembrasse de colocar no ar a noticia da lista de colocações... E assim vai o nosso país...
Mais uma vez, não estou com paciência para falar de política!

Continuo a não querer falar de política. Mas, em vez de estarem todos preocupados com a m***a do Barco do Aborto, pensem nos milhares de professores que ficaram desempregados hoje. Em vez de exigirem ao governo que tome medidas para ajudar as mulheres que engravidam sem o querer (na maior parte das vezes por falta de cuidado), exijam que se reformule este sistema de colocação de professores, de modo a que ninguém fique sem poder pagar as contas ao fim do mês (que passa muitas vezes por comprar comida para os filhos que deixaram nascer).
Foi um desabafo de quem escolheu trazer ao mundo o ser que gerou, independentemente de ter sido, ou não, desejado, ou de ter mais ou menos condições de o criar...
Não quero falar sobre política.

Não gosto de política. Não quero falar de política. Estou farta da conversa sobre o Barco do Aborto. Para mim, esta polémica resume-se a política, onde as mulheres são meros instrumentos de interesses nesse contexto. Concordo com a actual lei. Hoje em dia existe total e livre acesso a consultas de planeamento familiar, onde os métodos anti-concepcionais são gratuitos. A mulher "manda" no seu corpo, sim. Mas, com um outro coração a bater dentro dela, já não se trata apenas do seu corpo, mas também o de outra "pessoa", que dela depende e dependerá durante muito tempo. Para mim, a gravidez indesejada previne-se, e há muitas formas de o fazer.
Mas não quero falar de política.

It´s Karaoke time!!!



Ontem a I. trouxe o karaoke lá para casa. Pegámos nos microfones e demos asas aos nossos sonhos de sermos cantoras (quem não sonha com isto nem que seja uma vez na vida?).
Eu sempre gostei muito de cantar, mas no karaoke é-me difícil manter o tom certo, e isso lá nos valeu umas risadas... Já a I. desenrasca-se bem - muita prática!

segunda-feira, agosto 30, 2004

Blarc!!

Estou tão enjoada por causa da fatia de bolo de chocolate que comi à hora de almoço!

Fenómenos paranormais

No Sábado à noite fomos a um bar na zona de S.Pedro de Moel. A I. estava a beber um sumo granizado e deixara o copo em cima da mesa. Começámos a reparar que o copo se movia lentamente, sózinho, durante algum tempo - até que uma de nós pegou nele. Experimentei voltar a colocá-lo sobre a mesa, exactamente no mesmo sítio, pois pensei que tivesse sido a vibração da musica a fazer com que o copo se movesse. Nada! Apesar de ser a mesma musica (que ainda durou algum tempo), o copo não mais se moveu... Experimentámos ainda várias vezes, sem resultado. Foi muito estranho... Será que estávamos perante um fenómeno paranormal? (Enquanto escrevo isto, trauteio a musica da série A Quinta Dimensão, e ergo as sobrancelhas várias vezes...)

Fim de semana

Durante toda a semana que passou andei numa azáfama a tentar encontrar um sítio agradável (quer em termos de comodidades, quer em termos de preço - tarefa mais complicada, esta) para passar um fim de semana a duas. Fiquei contente de o ter feito, pois sabia que a I. estava a precisar: é mãe a tempo inteiro há muitos meses, sem ter tido ainda tempo só para ela. Fiz tudo no maior secretismo (apesar dela desconfiar - é o que dá conhecermo-nos tão bem).
Decidi-me pela Batalha, porque é perto (poupa-se na gasolina e nas portagens); encontrei uma Residencial muito, mas mesmo muito agradável, a Casa do Outeiro, no centro desta lindíssima vila.



Tinha reservado um quarto com cama de casal, e estava preocupada com este facto. Chegámos e, a menina da recepção, ao ver que éramos duas mulheres, perguntou se preferia um quarto com duas camas. "Não, cama de casal", respondi. Nem um sinal de estanheza da parte dela. Normalidade, simplesmente.



O quarto, lindo! Toda a residencial, linda! Muita simplicidade, aliada a uma decoração agradável, a um sossego impressionante, a uma limpeza exemplar, a um sossego desejado, e a uma privacidade necessária. ADOREI!



A varanda do nosso quarto tinha uma bonita vista para o Mosteiro. Era exactamente esta:



Foi mesmo um fim de semana de descanso, em que nadámos na piscina, jogámos snooker, jogámos dominó à sombrinha à beira da piscina, apanhámos sol... Um dolce fare niente, que nos deixou com a sensação de pequenas férias.


Cadê a Luz??

Mas a Luz já voltou, ou não, de férias? Já estou farta de ir espreitar a casinha dela, e ver tudo às escuras...


quinta-feira, agosto 26, 2004

Loucura

Fizémos uma pequena loucura - há muito tempo que não o fazíamos. Envolveu serra, um carro, e muita descontração no meio da desconcentração...
E vocês? Há quanto tempo não se deixam levar por uma loucura saudável? Pensem nisso...

Bingo

Ontem fomos ao bingo. Há muito tempo que não fazia uma coisa assim, diferente. Claro que não ganhámos nada! Nem sequer juízo...

terça-feira, agosto 24, 2004

A bebé Estrunfinita também vai de férias com o papá. É a primeira vez! Vamos ver como se portam as duas: a bebé sem os miminhos da mamã, e a mamã Estrunfina com as saudadinhas da filhota...

Férias...



A minha filhinha vai novamente de férias, desta vez para longe...

segunda-feira, agosto 23, 2004

Baby Blue Eyes



O nome científico desta flor é Nemophilia Mensiezzi, mas é conhecida por Baby Blue Eyes. Cresce nos solos áridos da Califórnia, e é linda, como os olhos da minha miúda...

Perene

do Lat. perenne

adj. 2 gén.,
que dura muitos anos;

permanente;

que não acaba;

incessante;

ininterrupto;

contínuo;

eterno;

Bot.,
diz-se do tipo de planta cuja folha não cai numa estação do ano definida.

Gaffes

Este fim de semana estive a ver mais atentamente algumas modalidades das Olimpíadas, assim como notícias relacionadas com este acontecimento. Na Sexta Feira... Perdão, Sábado, porque já seriam umas 3 da matina, estive a ver a final de trampolim, onde estava Nuno Merino (que teve uma prestação muito boa, diga-se). A prova do português foi a primeira. Ao ver a pontuação do júri, o comentador de serviço (do qual não sei o nome) disse, efusivamente: "Nuno Merino!!! Nuno Merino, excelente!! Feito histórico para Portugal!! Nuno Merino, até agora, em 1º lugar!!!"
Ao que a sua colega retorquiu: "Mas ainda foi o primeiro... Faltam 8..."

Ontem, na Sic Noticias transmitiram as declarações de Manuel Silva a respeito do que este havia dito sobre o Comité Olimpico Português e a falta de apoio deste aos atletas, depois da sua medíocre prestação nos jogos. Quando o atleta se desculpava pelo que havia dito anteriormente, o jornalista pergunta-lhe: "Manuel Silva, isso é uma declaração de mea culpa?", o atleta responde: "Não, é uma declaração de culpa inteira!"

Fora deste contexto, não posso deixar de dar os parabéns a Francis Obikwelu (nome tipicamente português - eu própria sou Maria Francisca Obikwelu da Silva), pela medalha de prata.




sexta-feira, agosto 20, 2004

Eu vi um sapo

A minha geração lembra-se certamente da Maria Armanda, cheia de caracóis, a cantar o Sapo no Sequim d'Oro. E ganhou! Aqui fica a letra.

Eu vi um sapo
Um feio sapo
Ali na horta
Com a boca torta
Tu viste um sapo
Um feio sapo
Tiveste medo
Ou é segredo
Eu vi um sapo
Com guardanapo
Estava a papar
Um bom jantar
Tu viste um sapo
Com guardanapo
E o que comia
E o que fazia
Eu vi um sapo
A encher o papo
Tudo comeu
Nem ofereceu
Tu viste um sapo
A encher o papo
E o bicharoco
Não te deu troco
Eu vi um sapo
Um grande sapo
Foi malcriado
Fiquei zangado
Tu viste um sapo
Um grande sapo
Deixa-o lá estar
Vamos brincar.

É estar a bater na mesma tecla...


E não é linda, esta menina?...




Aqui não há Ken's



Uma empresa norte americana lançou no mercado bonequinhas.... Lésbicas! Estas bonecas, e à semelhança das Barbies, trazem acessórios - só que não são barquinhos, casinhas, carrinhos de bebés - são dildos!
Quem nos conta isto são as Sapinhas Loucas, no seu blog divertido, cujo link tenho também ali ao lado.

A partir de hoje é que é!

Estou a ficar demasiado gorda! Ontem vi o programa da Oprah, na Sic Mulher, e mostraram vários órgãos do corpo humano (verdadeiros), entre os quais um estômago, que tem um tamanho surpreendentemente pequeno! Como é que eu consigo enfiar tanta comida num espaço daqueles?! Para além disso, também mostraram 2 Quilos de gordura retirada numa lipoaspiração - era um nojo! Fez-me pensar...
A verdade é que já não gosto de me ver com nada vestido, e canso-me muito. Por isso, a partir de hoje, vou tentar fazer uma alimentação saudável. Deixo aqui escrito, para depois não poder dar o dito por não dito. Vocês são minhas testemunhas, ok?

quinta-feira, agosto 19, 2004

Baba de camelo para a minha miúda

Bom, vou-me embora porque parece que ainda tenho que ir às compras... Até amanhã!



Estes beijinhos são para a minha Estrunfininha, que está tristinha hoje...

Pequenitos



O blog dos Pequenitos, com fotos da Anne Geddes, continua uma delícia!

Computador...

Se nas férias nem me lembrei dele, agora que voltei à minha rotina habitual, começo a sentir saudades do malfadado computador que tinha em casa! Estou a ficar farta de ver o Mi Casa Su Casa, o Antes e Depois, as Urgências, e outros programas do People&Arts, Canal História, e Discovery, que me habituei a ver durante o período de férias...Quero o meu computador de volta!!!

Maldivas

Anda, vamos fugir as duas para aqui, e ficar todo o dia a torrar ao sol...

Cuecas

"A diferença entre as cuecas de senhora de agora e de antigamente, é que
>antigamente tinha que se afastar as cuecas para se ver o cu.
>
>Hoje, tem de se afastar o cu, para se ver as cuecas!"

Não resisti a pôr aqui esta...

quarta-feira, agosto 18, 2004

Que bicho és?


Por incrível que pareça, eu sou uma formiga trabalhadora! Hahahah! Heheheh! No way!! E tu? Que bicho és? Descobre aqui.

Tenho medo...

Preocupa-me o futuro... Ontem conversei com a I. sobre as minhas preocupações. Temos um relacionamento problemático, não só pelo facto de semos mulheres, mas por uma de nós ainda viver, por vários motivos, com a pessoa com quem casou. Durante algum tempo, a solução encontrada por nós para podermos estar juntas as vezes que quiséssemos passou pela minha entrada na vida de I. como uma simples amiga; entrei na sua casa, no seu circulo de amigos e, até, na sua familia. Convivi durante meses com a sua vida de casada (o que me fazia sofrer bastante), fui olhada de lado e praticamente ignorada por algumas pessoas da sua familia mais chegada, por desconfiarem da nossa relação (e com razão).
Um dia, alguém mal intencionado, mas concerteza conhecido da I., violou a caixa de e-mail desta, descobrindo postais trocados entre nós. A partir daí foi um festival de mails ameaçadores, chantagens e insultos anónimos. Não obtendo resposta, passou para ameaças de contar aos familiares e amigos da I. sobre o que realmente se passava entre nós - o que veio a fazer!
Inesperadamente, essas pessoas a quem a revelação foi feita, deram bastante apoio à I., mesmo não compreendendo o porquê desta relação (afinal de contas, o que há para compreender?).
Apesar deste apoio à minha namorada, eu senti-me na obrigação de me afastar. Afinal, tratava-se de uma relação extra-conjugal, e seria péssimo da minha parte continuar a frequentar a casa da I., convivendo com o seu marido, como se nada se passasse.
Agora morro de medo de ter que me encontrar com essas pessoas. Morro de medo pois sei que me culpam de tudo, no fundo... Morro de medo de acontecer algo à I., como um internamento, ou mesmo algo que a retenha em casa, e eu não a possa acompanhar... Morro de medo de acontecimentos importantes para ela, onde eu não possa estar presente... Morro de medo que ela precise de mim, seja em momentos maus, seja em momentos bons, em que esteja rodeada das outras pessoas importantes para ela... Sei que me sentirei sempre a mais, sei que me continuarão a olhar de lado e a questionar o meu direito de estar ali, do lado dela...
Tudo porque tivémos um mau começo... Foi a febre de estarmos juntas... É um amor tão grande...

P.s.- Desculpa, meu amor. Sei que não gostas que escreva sobre estas coisas, mas precisei...

Há lá coisa melhor...



... que fazer amor com a mulher que se ama, depois de ela aparecer inesperadamente em nossa casa?

Eu quero uma T-Shirt destas!!!



Except I don´t kiss any girl but mine!

É assim que eu estou hoje...


terça-feira, agosto 17, 2004

Sol Nascente

Encontrei um blog muito bonito, o 7 Sóis, que me parece ser da menina da 9 luas 9 sóis, e é dentro da mesma linha de expressão. Vou linká-lo porque vale a pena lê-lo.

Ar fresco

Descobri que estava linkada num Blog, o Golfadas de Ar. Fui lê-lo e gostei muito. Tenho pena que a autora tenha ido de férias precisamente na altura em que eu entrei ao serviço. Vou deixar aqui o link também.

Tira teimas

Insosso

adj.,
que não tem o sal preciso;


Sonso

adj.,
dissimulado;
manhoso;
velhaco.

Fonte: http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx

Blogosfera

Ainda não tive tempo para ler os meus blogs. Espreitei a minha Estrunfina e a querida Aan. Uma leitura rápida. Parece-me que se passou muita coisa durante o tempo em que estive de férias, pois senti-me um bocadinho perdida na Luz... Vou tentar recuperar a leitura durante os próximos dias, e quando aqui o trabalhinho estiver mais composto...


Pesadelos

Nunca fui de ter pesadelos. Os meus sonhos sempre foram muito realistas, mas calmos e, na sua maior parte, felizes. Mas, ultimamente, acordo muitas vezes a meio da noite, sobressaltada, com pesadelos estranhos e perturbadores. Hoje sonhei que nadava num lago cheio de múmias. Não múmias enroladas em gaze (como se vê nos filmes), mas verdadeiras múmias, secas e escurecidas pelo tempo, e com as bocas escancaradas em gritos mudos de terror por mortes violentas. Acordei com os batimentos cardíacos acelerados, e os olhos bem abertos. Tapei a cabeça com o lençol para tentar voltar a adormecer. Fiquei assustada...

Apesar disso, estou muito bem disposta.

Hoje recebi um forward que continha algo escrito por Miguel Sousa Tavares sobre sua mãe Sophia de Mello Breyner. Achei lindo. E que sentido faz!...

... E de novo acredito que nada do que é importante se perde
verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas,
dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei,
todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se
apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu
para sempre.

segunda-feira, agosto 16, 2004

Mais uma gafe... That´s my man!



Detesto política, detesto falar ou ler sobre política mas.... Há coisas a que não resisto! O presidente norte-americano presenteou o mundo com mais uma das suas pérolas num discurso: afirmou que, tal como os terroristas, o Governo pensa em novas formas de prejudicar o povo americano. Hahahah!! Heheheh! Hihihihih!

Eu sei que isto já aconteceu há uns dias, mas estava ansiosa para falar neste assunto... Leiam aqui.

Estou tão contente!

A I. falou-vos no seu Estrunfinices da nossa epopeia de jardinagem. Pois foi! O meu jardim estava num estado lastimoso! Eu já nem conseguia passar por ele, e estava sempre com medo que um rato se atravessasse no meu caminho. Mas agora não! A I. não poupou esforços para o pôr bonito... Ainda não está como era, mas... Já falta pouco!
É caso para dizer que tenho um jardim modesto, mas asseadinho, e uma namorada pequenina, mas trabalhadora... Onde é que eu já ouvi isto??



P.s. - Ela não é assim tão pequenina...

A minha rival



Sras e srs, apresento-vos.... A minha rival! É a menina da publicidade da Pokopano. Blarc! Não há posterzito dela em que a I. não se babe... Não posso dizer que seja uma rival de peso, mas é concerteza uma rival bastante poderosa!
My goal: Ficar com uma barriguinha assim até ao próximo verão. Macacos me mordam se não o consigo!! Depois vamos ver quem ri por último... Eu ou a menina do poster (que está sempre imóvel). Muhahaha!!!

De volta!!!

Cá estou eu, de volta ao trabalho! Confessem lá que já tinham saudades... Eu já tinha...
As férias pareceram-me curtas - estava pronta para as começar agora! Cheguei à minha sala e tinha a secretária e o chão cobertos de processos para despachar! Tive vontade de fugir! Como é que vou arranjar coragem para me concentrar no trabalho? Não sei! Espero sabê-lo nos próximos dias... Até lá, vou fazendo o que posso.

segunda-feira, agosto 02, 2004

Ai que saudadinhas!!!

Que saudades eu já tinha de vir aqui... A Estrunfina disse-me ontem que já tinha saudades de me ler... Eu também tenho saudades de a ler. A ela e a todos os outros blogs que já fazem parte do meu dia a dia. Continuo sem computador e, assim, aproveitei um almoço no Mac do Oeiras Park para comprar 20 minutos de internet no Fun Center. É prático, mas caro como o caraças! À falta de melhor...
Tenho estado de férias. Nada de especial... 15 dias sem a minha filhota, morri de saudades. Praia de manhã, de vez em quando. Durmo bué! Aliás, acho que nunca dormi tanto na minha vida, a não ser na fase de recém nascida! Isso, aliado ao facto de comer que nem um cavalo (neste caso, uma égua), faz com que esteja bastante mais gorda. Tinha prometido a mim mesma mudar a minha vida a partir de hoje, e fazer uma dieta rigorosa, mas... É mais forte do que eu!
Bem... Como gastei uns minutos a ver os meus bloguitos favoritos (entre os quais a minha querida Aan, que não me parece estar muito bem, infelizmente, e a minha mais que tudo), não tenho tempo para mais... Nem deixei comentários, porque não tenho mesmo tempo. Prometo tentar vir cá noutro dia, e comprar mais uns minutinhos, ok?
Beijinhos para todas e todos, e continuação de boas férias ou de bom trabalho, consoante o caso...
Ciau!!!!


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com